Translate

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

35. "O Protestantismo e o Espiritismo" por Benedito a. da Fonseca




35
“O Protestantismo
e o Espiritismo”
                                                                                                                                         
por  Benedito A. da Fonseca
 Livraria Editora da Federação Espírita Brasileira
1941


CAPITULO VIII


...dentro de pouco tempo o nome de Cristo será inteiramente rejeitado
e o espiritismo se colocará no seu verdadeiro terreno,
 o de uma oposição radical ao próprio Cristo e ao Cristianismo.
(Folheto da Califórnia).


            Estas palavras deveriam ser escritas da maneira seguinte: 

            "Dentro de pouco tempo o Espiritismo terá destruído o trono de Satã erigido pelos protestantes e terá construído, no coração de cada crente, o trono onde o Cristo irá ficar para vivificado e dirigi-lo ; e cada crente, isento de todo o medo e de todas as superstições, ficará em condições espirituais de bem compreender qual a vontade do seu Mestre e como é que ele impera como Rei, no seu reino que não é deste mundo; e o protestantismo será totalmente rejeitado, e o legitimo cristianismo será colocado no seu verdadeiro terreno".

            Duas vezes escreveu o autor do folheto protestante da Califórnia que os espiritistas provam a sua grande ignorância pelo fato de continuarem a ser espiritistas, conhecendo os Evangelhos.

            O autor do folheto é que prova ignorar que os maiores sábios do mundo se têm preocupado em estudar o Espiritismo, visando desmascará-lo com argumentos esmagadores, empregando para isso métodos científicos, como fizeram William Crookes, Alexandre Aksakof, Dr. Paulo Gibier e outros (1). E todos esses sábios trazem a público seu testemunho favorável, demonstrando ao mundo a origem divina da doutrina espirita, que hoje ninguém ousa refutar senão de má fé, por inveja ou interesses materiais. Hoje, nenhuma pessoa culta se abalança a contradizer seriamente o espiritismo: diante das provas apresentadas universalmente, só poderão fazê-lo pessoas ignorantes ou que tem interesses em trapacear, achando que o espiritismo lhes vai perturbar os meios de facilmente se locupletarem a custa dos semelhantes; porém, a guerra que lhe movem os adversários não altera nem de leve a sua marcha progressiva em toda a parte do mundo; pelo contrário, as perseguições auxiliam sobremaneira a sua divulgação.

(1) Vd. Fatos Espiritas; Um caso de desmaterialização; Animismo e Espiritismo; O Trabalho dos mortos, (do Dr. Nogueira de Faria).


Nenhum comentário:

Postar um comentário